Mamíferos Marinhos

Esqueci de comentar que esse período eu decidi pegar uma matéria divertida (ou pelo menos que me tire um pouco de bacteria) e que não tem nada a ver com microbiologia: Mamíferos Marinhos. E jáPoint Defiance 046 tivemos nossa primeira field trip ontem. Fomos no zoológico que fica em Tacoma, o Point Defiance Zoo, pra ver de perto or ursos polares (que são considerados mamíferos marinhos pelo governo dos EUA), a baleia beluga "Beethoven" e a Morsa "ET" (olhando pra cara dele, dá pra sabem o porque desse nome). Todos nós alunos ficamos super encantados, porque nunca teremos a oportunidade de ficar tão perto desses animais novamente – bom, a não ser o pessoa que quer se especializar em mamíferos marinhos, já que a maior parte da turma é composta de estudantes de ciências marinhas.

Primeiro fomos ver os ursos, mas o lugar onde eles são pesados e tratados era pequeno e por questões de segurança não podíamos chegar muito perto e nem dos dispersar muito. Era a nossa primeira aula do dia e estávmoas todos meio nervosos de ter que começar com esses animais tão poderosos e assustadores. O tratador sabe que não pode dar mole com eles e fica sempre atento, mas mesmo assim nos demostrou como faz pra checar os dentes, alimentar, brincar com eles. Esses animais foram resgatados de um circo há muitos anos atrás.

Passamos para a exibição das morsas. O tamanho e a presença de ET é algo que não dá pra descrever. Quando estávamos entrando na área restrita só para tratadores, a primeira coisa que sentimos foi oPoint Defiance 075 chão tremer com o rugir dessa criatura a menos de 1 metro de distância. Ele olhava pra gente com aqueles olhos esbugalhados (e azuis) como se estivesse esperando alguma coisa. Eu acho que nunca tinha visto uma Morsa antes, só em televisão. Ele andando é uma comédia, já que pesa bem mais do que uma tonelada. Com certeza é muito mais elegante dentro d’água. Como estamos aprendendo sobre a anatomia deles, tivemos que ver os dentes, as unhas, etc. É, eles têm unhas. Animal incrível e treinado como se fosse um cachorro de polícia, afinal, imagina cuidar de um animal desse tamanho se ele não respondesse aos comandos. O pessoal do zoo está tentando coletar, sem sucesso, uma amostra de sêmem do ET pra fertilizar outras fêmeas e a sua treinadora tem interesse em entrar para o programa de mestrado da UW pra estudar endocrinologia e reprodução das morsas. Ela até mostrou pra gente como ela treinou o ET pra se masturbar, mas acho que ele ainda não entendeu o espírito da coisa. Ok, né? Quase perguntei pra ela se ela não ía fazer justiça com as próprias mãos.

Passamos para o tanque das belugas, e o Bebe veio logo falar com a gente. Muito simpático. A primeira coisa que fez foi "cuspir" o Point Defiance 105equivalente a um balde d’água bem em cima de mim (fiquei fedendo a peixe o resto do dia). Não cuspiu em mais ninguém, o desgraçado.   Mas realmente era uma gracinha. Não vejo a hora de ir nas próximas aulas em campo. Nas próximas semanas faremos a dissecação de qualquer foca morta que aparecer nas nossas margens, faremos um passeio pra ver as Orcas em liberdade e ficaremos de sobreaviso durante todo o período caso alguma baleia apareça morta (provável nessa época do ano) e no caso, teremos que largar tudo pra ir ver a dita cuja.

Point Defiance 036Aprendemos bastante sobre esses animais, o ambiente em que vivem na natureza, fisiologia, anatomia. Mesmo que metade daquela turma não vá nunca trabalhar com mamíferos marinhos, pelo menos uma boa parcela se conscientizou da importância de se preservar o habitat desses animais, e todos nós somos responsáveis por isso direta ou indiretamente. Você sabe: recicle, compre produtos locais, não polua… essas coisas.. Bebe agradece.