Un-f*ing-believable

Voltando hoje da faculdade, me deparo com gelo caindo no parabrisas do carro. Pensei que fosse só granizo, muito comum nessa época do ano, porque os pedaços eram bem sólidos e pesados. Alguns metros adiante, começo a ver mais coisa branca acumulada nos lados da pista mas chegando em casa vi que tudo estava coberto com uma polegada de neve. Entro no Seattle Times pra ver a previsão pro final de semana e não deu outra – essa é a neve mais tarde (estamos ou não na primavera?) em 30 anos!!

045Nesse exato momento neva lindamente lá fora e o mais estranho ainda, com trovões altíssimos e relâmpagos! É muito raro trovão por aqui, acho mesmo que eu não devo ter escutado mais do que meia dúzia de trovões desde que eu me mudei pra cá em 2001. E todos eram daqueles looooonge, uma coisa tão sem emoção…

Mas esses de hoje, não. Os gatos já se esconderam e Gwen começou a latir. Mas eu gosto dessas coisas, pelo menos é mais interessante do que a mesmice de garoa e nuvens baixas que temos aqui praticamente todos os dias nessa época do ano. Já fui lá fora pelo menos pra agradecer ao São Pedro por mandar algo mais excitante pra gente aqui embaixo.

E pra completar, a minha SAD light acabou de chegar. Se o clima vai continuar dessa maneira, doidão, eu vou precisar e muito!

017 032

  025034