Nesting?

Nesting é a palavra em inglês pra quem está fazendo o ninho. Dizem que quando a mulher fica grávida, o instinto de nesting fica bem aguçado do meio pro final, quando surge uma energia do nada e a mulher fica meio doida arrumando as coisas em casa esperando pelo bebê. A Heliene começou cedo – do outro dia ficou até altas horas da madrugada arrumando temperos em ordem alfabética!

Com o Thomas eu só me lembro mesmo de ter pintado a casa inteira por dentro *sozinha* e o Robert chegava em casa e eu coberta de tinta falando “olha amor, acabei de pintar o teto!!!”.

Dessa vez, nada parecido aconteceu ainda. Ou melhor, aconteceu sim. Na minha cabeça. No meu mundo de conto de fadas, eu teria a disposição de um leão e estaria agora mesmo fazendo altas coisas. Mas mesmo a menor delas, que é passar numa florália da vida pra comprar milhares de flores pra plantar do lado de fora, me dá vontade. E quem me conhece sabe que essa é uma das minhas atividades preferidas.

No entanto, o telefone serve pra isso. No meu nesting meio capenga, eu já tive a faxineira hoje cedo deixando a casa perfumada, já chamei o limpador de janelas que também lava as calhas de chuva e o telhado e agora só fica faltando o cara que lava os carpetes. Foi um longo e tenebroso inverno, daqueles que não se levanta nem um dedinho do pé pra arrumar a casa. Mas logo, logo, ela vai ficar prontinha e limpinha esperando o nosso filhote mais novo chegar.

Semana que vem a gente começa a pintar o quartinho. A gente é meio piada, eu já volto toda quebrada só de usar o microscópio, imagine pintar uma parede..