Bye Staph

Foi com muita pena que eu limpei minha mesa e encubadeiras no laboratório ontem. Esse período marcou o início da minha carreira como microbiologista e aprendi muita coisa legal. Muita gente diz que microbiologia é complicado porque você tem que memorizar muita coisa, o que é verdade. Mas o que me atrai nessa profissão é montar o quebra-cabeças que cada caso traz. De você pegar uma amostra qualquer com vários tipos diferentes de bacteria e desenvolver testes pra isolar cada uma delas de acordo com a difença de metabolismos (e taca de memorizar todas as diferentes peculiaridades de cada fofa). De você finalmente chegar naquele momento eureka! quando consegue identificar qual espécie você está purificando.

É dificil escolher uma coisa que eu tenha gostado mais, acho que adorei tudo, mas esse período tive a oportunidade de analizar o DNA do meu próprio E. coli e entrar os dados dele no banco de dados mundial de sequências de rRNA, o que achei bem legal. Período que vem promete ser ainda mais interessante. Não vejo a hora de aproveitar as férias, mas também não vejo a hora do dia 7 de janeiro chegar e ver meus novos laboratórios, com minhas novas amiguinhas. As que eu vejo no microscópio, claro.